Sexta-feira 02 de Dezembro, 2022
pesquisa
# # # # # # # # # #
#
Newsletter
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu e-mail.
Área reservada |
Notícias



Novo programa europeu Espaço Atlântico apresentado em Viana do Castelo
2022-09-30



Decorreu no dia 29 de setembro, na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, o lançamento da nova edição do programa de cooperação INTERREG Espaço Atlântico 2021-2027, o único programa europeu de cooperação transnacional gerido em Portugal, que tem como entidade gestora a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).

Dotado de um orçamento de 144 milhões de euros, dos quais 113 milhões de euros são do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, este programa tem como finalidade financiar projetos de 25 regiões de quatro Estados-membros: Portugal, Espanha, França e Irlanda. Os projetos a financiar são realizados em parceria entre organizações públicas e privadas – como regiões, universidades, centros de ciência e inovação, empresas e associações, entre outras – e têm por objetivo melhorar a competitividade regional e a qualidade de vida das regiões atlânticas europeias nas áreas da “Inovação Azul e Competitividade”, “Ambiente Azul”, “Turismo Sustentável e Cultura” e “Governança do Espaço Atlântico”.

No evento de lançamento foram apresentadas as linhas orientadoras do novo Espaço Atlântico, oportunidades de financiamento para o novo ciclo que se avizinha, tendo o presidente da CCDR-NORTE, António Cunha, anunciado que a primeira chamada de concursos será lançada já no próximo dia 14 de outubro. 

Para o presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), Manoel Batista, que presidiu à sessão de encerramento, importa, neste novo ciclo do INTERREG Espaço Atlântico 2021-2027, continuar a promover a participação do Alto Minho em iniciativas transnacionais e inter-regionais orientadas para o reforço do seu posicionamento no contexto de redes europeias em domínios chave para a sua competitividade, sustentabilidade e inclusão. “Com uma larga experiência em projetos de cooperação transnacional, a CIM Alto Minho pretende dar continuidade às redes de parceiros em que tem vindo a participar”, referiu Manoel Batista, citando alguns exemplos de diversos projetos orientados para o aumento da atratividade do território através de atividades de estruturação e promoção de novos produtos verdes e azuis, em particular na dinamização económica e turística da região, tirando partido do seu posicionamento geográfico e do contexto temático e da proximidade da frente atlântica do Alto Minho às terras altas e montanhas do Parque Nacional Peneda Gerês.


Os nossos sites