Sábado 01 de Outubro, 2022
pesquisa
# # # # # # # # # #
#
Newsletter
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu e-mail.
Área reservada |
Notícias



Regiões do Alto Minho e Ourense (Galiza) unem-se para reclamar melhoria da ligação do IC28 à fronteira da Madalena e a Celanova
2022-08-31



Esta antiga reivindicação das duas regiões transfronteiriças encontra-se expressa numa carta aberta dirigida ao primeiro-ministro de Portugal, António Costa, e ao presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, que foi assinada hoje, dia 31 de agosto, na qual apelam para um maior envolvimento dos dois Governos na sua concretização.

O ato de assinatura deste documento, em português e castelhano, teve lugar na fronteira da Madalena, no concelho de Ponte da Barca, contando com a presença dos autarcas dos dois lados da fronteira, representantes da CIM Alto Minho e da Deputación de Ourense.

Os signatários desta missiva conjunta entendem que “a melhoria/ construção desta infraestrutura de ligação transfronteiriça deverá ser um desígnio dos dois Governos, enquanto um sinal claro, efetivo e concreto das políticas nacionais e europeia de reforço da coesão social no quadro da cooperação territorial europeia”, solicitando a sua concretização “com a maior brevidade no âmbito do PRR - Plano de Recuperação e Resiliência/ fundos Next Generation ou através de instrumentos de financiamento no contexto da cooperação transfronteiriça”.

A melhoria da atual infraestrutura transfronteiriça permitirá, no seu entender, “a mobilidade de bens, serviços e pessoas a menos de 30 minutos das principais redes rodoferroviárias de ligação a Madrid e ao centro da Europa, na sua ligação com a autoestrada A52 e a Linha de Alta Velocidade Madrid-Galiza, na estação de Ourense, que já está em funcionamento”.

Refira-se que esta intervenção integra o conjunto de prioridades referenciadas no território para a melhoria dos níveis de serviço de vias críticas para a conectividade territorial do Alto Minho, tendo sido já apresentadas ao ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, no âmbito da conferência "Alto Minho 2030 - “Desafios da Cooperação Transfronteiriça & Conetividade e Acessibilidade Territorial: Qual o posicionamento do território do Alto Minho?”, que decorreu em Melgaço no passado dia 22 de abril. 

O vice-presidente da CIM Alto Minho, Augusto Marinho, referiu que esta estrada, datada da década de 80, tem um traçado sinuoso, com alguns pontos bastantes críticos, constituindo um perigo para a circulação. Segundo Augusto Marinho, o tráfego tem aumentado muito, sendo a via atravessada não só por trabalhadores transfronteiriços, mas, sobretudo, por transportes de mercadorias, o que evidencia a importância que tem para toda a região.




Os nossos sites