Sábado 20 de Agosto, 2022
pesquisa
# # # # # # # # # #
#
Newsletter
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu e-mail.
Área reservada |
Notícias



Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e ministra da Coesão Territorial visitaram o Alto Minho
2022-08-01



Uma comitiva liderada pelas ministras da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, e da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, estiveram no passado dia 29 de julho, no Alto Minho, para uma visita de trabalho à branda científica - Branda de São Bento do Cando, em Arcos de Valdevez, e ao centro de transferência de conhecimento NUTRIR (Núcleo Tecnológico para Sustentabilidade Agroalimentar), em Melgaço.

Sob a alçada do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), a NUTRIR tem como objetivo servir de suporte à dinamização social e económica dos territórios de baixa densidade do Alto Minho num quadro de promoção da sustentabilidade territorial. Propõe um modelo de desenvolvimento da região alicerçado no aproveitamento e valorização económica dos recursos endógenos, em sintonia com a Estratégia para o Alto Minho 2030. Assim, viticultura e enologia, recursos animais e produção agroalimentar, território e sustentabilidade são as linhas de ação a desenvolver numa estratégia concertada de valorização da região e de reforço da identidade territorial.

Refira-se que o Alto Minho dispõe ainda de mais dois centros de transferência de conhecimento no Alto Minho, nomeadamente o CiTin (Centro de Interface Tecnológico Industrial) e o Data Colab. O CiTin é um projeto do IPVC, que ajudou a fundar uma associação científica, tecnológica e de assistência técnica, sem fins lucrativos e com capital maioritariamente privado. A expetativa é que promova a geração de valor acrescentado nesta região do Alto Minho, através da criação de postos de trabalho qualificados, e da consequente fixação da população no território. A atração de investimento direto, tanto nacional como estrangeiro, também é uma das mais-valias esperadas, apostando no conhecimento e na inovação dando resposta ao setor industrial localizado nas diversas áreas de acolhimento empresarial do Alto Minho.

Por seu lado, o Data Colab tem por missão desenvolver um ecossistema intersectorial inovador, com partes interessadas multidisciplinares, que usará dados para remodelar a forma como produzimos, consumimos e vivemos. Para isso, promete trabalhar toda a cadeia de fluxo de dados, para gerar soluções inovadoras que favoreçam tomadas de decisão conscientes, e impulsionem a revolução digital segura.

Esta deslocação constituiu também uma oportunidade para conhecer um conjunto de projetos relevantes para a promoção do desenvolvimento sustentável do Alto Minho por via da inovação, conhecimento e investigação descentralizada, como é o caso também da recente iniciativa inovadora “Branda do São Bento do Cando – Branda Científica”.

Esta visita culminou com uma reunião de trabalho entre a ministra da Coesão Territorial e a sua equipa com o Conselho Intermunicipal da CIM Alto Minho, onde estiveram a debate, entre outros temas, um ponto de situação sobre os investimentos do PT2030 nas Intervenções Integradas de Base Territorial (IIBT Alto Minho 2030), a oportunidade de encarar o recente reforço do PRR – PT para garantir investimentos em infraestruturas no âmbito da mobilidade transfronteiriça do Alto Minho, nas escolas e nos cuidados primários de saúde neste território, o envolvimento das entidades intermunicipais e dos municípios na descentralização de competências e a importância de reforçar os serviços de interesse geral de proximidade (ex. transporte públicos rodoviários, serviços de apoio social, etc.), ou o desafio da transição energética do território (posicionamento estratégico do território/ formas de apoio à transição energética).


Os nossos sites