Sábado 25 de Junho, 2022
pesquisa
# # # # # # # # # #
#
Newsletter
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu e-mail.
Área reservada |
Notícias



CIM Alto Minho promove workshops de sensibilização e ações de benchmarking sobre Cultura Acessível
2022-05-20


A Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) realiza, em colaboração com os municípios do Alto Minho, durante os meses de maio, junho e julho, vários workshops de sensibilização e ações de benchmarking nos concelhos do Alto Minho, abertos à participação do público em geral, com o objetivo de sensibilizar para o conceito e a relevância da Cultura Acessível. A iniciativa insere-se no projeto “Inclusão ativa de grupos vulneráveis - Cultura para Todos”, cofinanciado pelo PO Norte 2020, através do Fundo Social Europeu. 

Face à crescente importância que este tema tem vindo a assumir à escala global e à sua pertinência no atual quadro de transição para o novo ciclo de programação 2021/2027, estas sessões permitirão aos participantes conhecer conceitos chave no que respeita à diversidade funcional, identificar as implicações da deficiência na funcionalidade da pessoa e diagnosticar e reconhecer as barreiras atuais no acesso à cultura.

Célia Sousa, coordenadora do Centro de Recursos para a Inclusão Digital (CRID) do Instituto Politécnico de Leiria, e Marta Nogueira, docente na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Leiria, com um trabalho reconhecido no âmbito da inclusão social de cidadãos com necessidades específicas, são as duas oradoras convidadas para conduzir estas sessões. 

Os workshops e as ações direcionam-se a diferentes públicos que pretendam adotar um novo modelo nas suas práticas e métodos de trabalho centrado na funcionalidade da inclusão e da diversidade, nomeadamente técnicos municipais, instituições locais de apoio social, agentes culturais e artísticos, operadores turísticos, empresas e cidadãos, a título individual, interessados nesta temática. 

As sessões do projeto Cultura para Todos já passaram pelos municípios de Viana do Castelo, Vila Nova de Cerveira/Caminha, realizando-se as próximas em Ponte de Lima (dia 24 de maio), em Arcos de Valdevez/Ponte da Barca (dia 25 de maio), em Monção (dia 28 de junho), em Melgaço (dia 27 de junho), em Valença (dia 30 de junho) e em Paredes de Coura (dia 1 de julho).

Os interessados devem fazer a sua inscrição através do preenchimento do formulário correspondente ao município onde pretendem assistir à sessão, disponível no site da CIM Alto Minho em http://www.cim-altominho.pt/gca/index.php?id=1626.

Estes workshops de sensibilização e ações de benchmarking encontram as suas premissas no modelo de diversidade funcional que implica o respeito de uns pelos outros e o esforço de todos para reduzir o diferencial entre o que se oferece e exige, e o que cada um é capaz de fazer em determinado contexto. Assim, retira-se o enfoque na deficiência/ incapacidade e recusam-se os modelos que pretendem integrar a diferença, para apostar num modelo centrado na funcionalidade que promova a inclusão da diversidade enquanto fator de enriquecimento mútuo.


- Nota biográfica de Célia Sousa
Doutorada em Ciências da Educação, Especialidade Comunicação. Coordena o Centro de Recursos para a Inclusão Digital (CRID), do Politécnico de Leiria. Investigadora Integrada do Centro de Investigação interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade Nova de Lisboa. Na última década tem desenvolvido projetos nas áreas das Tecnologias de Apoio da Comunicação Aumentativa e da cultura acessível e colaborado como consultora nas áreas da acessibilidade e inclusão com diferentes entidades entre as quais se destaca trabalho de consultoria para implementação da legislação da educação inclusiva com o Governo de Cabo Verde. Recebeu vários prémios ao longo da carreira dos quais se destaca em 2018 o Prémio “Acesso Cultura 2018” com o projeto do livro multiformato “A rainha das Rosas”. Em 2021 foi distinguida pela Direção Regional de Cultura do Centro” As Mulheres na Cultura e na Salvaguarda do Património imaterial da Região Centro “pelo trabalho desenvolvido no âmbito da acessibilidade cultural.

- Nota biográfica de Marta Nogueira
Doutorada em Psicologia, linha de investigação Estratégias Comunicativas e Comunicação Interpessoal, com a tese intitulada Inteligência Emocional e Comunicação Interpessoal em Pessoas com Deficiência inseridas no Mercado de Trabalho. Docente na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Politécnico de Leiria desde 2014. Tem vindo a realizar a investigação nas seguintes áreas: inclusão social, educacional, cultural e laboral, inteligência emocional e comunicação interpessoal das pessoas com deficiência; autoconceito e competência social em contexto de carreira. Tem participado em encontros científicos e projetos de âmbito nacional e internacional na área da inclusão.



Os nossos sites