Segunda-feira 17 de Dezembro, 2018
pesquisa
# # # # # # # # # #
#
Newsletter
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu e-mail.
Área reservada |
Notícias



Alto Minho no Top 100 dos destinos sustentáveis a nível mundial


O Alto Minho integra, pela primeira vez, a lista dos 100 melhores destinos sustentáveis do mundo no âmbito da iniciativa “Top 100 Sustainable Destinations 2018”. O anúncio oficial foi feito ontem, dia 27 de setembro, data que assinala o Dia Mundial do Turismo, na Conferência Global Green Destinations, na Holanda. A região do Alto Minho abarca os dez concelhos do distrito de Viana do Castelo, nomeadamente Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira, e possui uma área de 2210 km2.

Este selo de qualidade resulta de uma candidatura apresentada em abril passado pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) à Green Destinations, rede institucional que lidera uma parceria de 15 organizações internacionais especializadas em turismo sustentável e avalia os destinos concorrentes a nível mundial. A competição tem como principal objetivo “destacar histórias de sucesso e trocar boas práticas para tornar os destinos turísticos mais sustentáveis, gerando benefícios para as comunidades locais e para os viajantes”. O tema escolhido para a edição deste ano foi precisamente “Turismo para beneficiar as comunidades locais”.

A região do Alto Minho mostrou ter um bom desempenho nos 30 critérios chave avaliados, relacionados, por exemplo, com as potencialidades do destino; medidas de proteção e conservação da natureza e meio ambiente e dos recursos culturais e tradições; a qualidade do ar; saúde e bem-estar social; a promoção de produtos locais e serviços ou a oferta de operadores turísticos, alcançando uma cotação de 8,7 em 10 pontos possíveis, ou seja, bastante acima do limiar mínimo estabelecido de 6,7 pontos.

Este ano mais de 200 destinos concorreram a esta prestigiada lista, tendo a organização considerado cerca de 100 candidaturas, das quais foram selecionadas, numa primeira fase do concurso que terminou a 1 de maio passado, 60 destinos de 24 países. A segunda fase decorre até ao próximo dia 15 de outubro, sendo a lista final do “Top 100 Sustainable Destinations 2018” revelada no próximo mês de dezembro. Entre os melhores destinos sustentáveis do mundo já selecionados, encontram-se as regiões de Kamaishi (Japão), Ajloun Forest Reserve (Jordánia), Vail (Colorado, nos EUA), Lyngenfjord (Noruega), Vancouver (Canadá), Bretagne (França), Town of Drnis (Croácia), Nijmegen (Holanda), Islas Atlânticas de Galicia (Espanha), Suwon Hwaseong (Coreia do Sul) e Malmo (Suécia). A lista dos primeiros 60 destinos do Top 100 de 2018 está disponível no site www.sustainabletop100.org

Portugal conseguiu a nomeação de dez destinos (que é o número máximo de destinos por país) para este título. Assim, além do Alto Minho, figuram também na lista de nomeados o Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG), o único parque nacional do país, classificado como Reserva Mundial da Biosfera, pela UNESCO, e que integra no seu território parte dos concelhos de Arcos de Valdevez, Melgaço e Ponte da Barca; mas também o arquipélago dos Açores; a região do Oeste de Portugal; as Serras do Socorro e Archeira; Cascais; Lagos; Sintra; Torres Vedras e Águeda.

Refira-se que o Alto Minho, conhecido por ser uma região certificada pela sua excelência natural, tem cerca de 30 por cento do seu território incluído na Rede Natura 2000, sendo também a primeira NUTS III de Portugal Continental a possuir o galardão da Carta Europeia de Turismo Sustentável (CETS), concedida pela Federação Europeia de Parques Nacionais e Naturais (Federação EUROPARC).

A apresentação em vídeo do território do Alto Minho como um dos 100 melhores destinos sustentáveis do mundo está disponível no seguinte endereço: http://youtu.be/Zl5TIqrR1xE.  




Os nossos sites