Sábado 25 de Junho, 2022
pesquisa
# # # # # # # # # #
#
Newsletter
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu e-mail.
Área reservada |
Notícias



CIM Alto Minho divulga premiados no concurso Música & Arte
2022-06-23



Foram divulgados, no dia 22 de junho, os premiados no concurso Música & Arte, que decorreu de fevereiro a maio deste ano, nas categorias de Media Art, Vídeo, Arquitetura e Arte Pública. A revelação foi feita no âmbito do seminário “Alto Minho 2030: Desafios para a Cultura e Turismo”, realizado pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) no Fórum Cultural de Cerveira, em Vila Nova de Cerveira.

As duas iniciativas foram promovidas no âmbito do projeto “Rede Intermunicipal de Música & Arte – RIMA”, cofinanciado pelo PO Norte 2020, que tem como objetivo a estruturação de uma programação em rede ao nível intermunicipal para a valorização do património natural e cultural e dos recursos identitários associados à música e à arte.

Com o propósito de identificar e promover talentos artísticos e de dar a conhecer o rico património material e imaterial do Alto Minho e os seus recursos naturais e turísticos, o concurso Música & Arte registou um total de 29 candidaturas, algumas das quais de elevada qualidade. Os resultados do concurso podem ser consultados no site da CIM Alto Minho em http://www.cim-altominho.pt/gca/index.php?id=1622.
 
De salientar que o seminário “Alto Minho 2030: Desafios para a Cultura e Turismo” contou com um leque alargado de oradores com experiências distintas, ao nível da cultura e do turismo, constituindo uma oportunidade para refletir sobre o papel e o contributo destes sectores para o desenvolvimento sustentável do Alto Minho.

Durante a sua intervenção, o presidente da CIM Alto Minho, Manoel Batista, salientou a aposta que tem vindo a ser feita pela Comunidade Intermunicipal no âmbito da sua estratégia de valorização e promoção do património cultural material e imaterial do Alto Minho, dando como exemplo a criação de um novo produto turístico integrado, as 10 rotas culturais do projeto “Alto Minho 4D - Viagem no Tempo”, baseadas na história e nos bens patrimoniais do território. 

Para Manoel Batista, o potencial turístico, económico, científico e pedagógico do património cultural, constitui um fator incontornável para qualquer estratégia de desenvolvimento territorial. “O que motivou a CIM Alto Minho no desenvolvimento do projeto “Alto Minho 4D – Viagem no Tempo” foi, precisamente, fomentar todo esse potencial através da construção de novos produtos turísticos baseados na autenticidade e diferenciação, no contexto de rotas turísticas, que promovessem a visitação do território, a mobilidade turística, mas também a criação de experiências únicas para quem nos visita”, concluiu.

De destacar também a presença da diretora regional da Direção Regional da Cultura do Norte, Laura Castro, que fez o encerramento do seminário, salientando a importância da cultura e do turismo enquanto elementos dinamizadores e de desenvolvimento dos territórios nas suas múltiplas vertentes.



Os nossos sites