Sábado 01 de Outubro, 2022
pesquisa
# # # # # # # # # #
#
Newsletter
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu e-mail.
Área reservada |
CultRing - Cultural Routes as Investment for Growth and Jobs

"Rotas Culturais como Investimento para o Crescimento e o Emprego" (Cult-RInG) é um projeto de cooperação interregional europeu que tem como objetivo promover e valorizar os investimentos em rotas culturais europeias.

Liderado pela região da Macedónia Central, na Grécia, inclui, além da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), outros parceiros europeus como a região do Lazio na Itália; a região Västra Götaland, na Suécia; Podkarpackie Regional Tourism Board, na Polónia; e Pafos Regional Conselho de Turismo, do Chipre. A Rede Europeia de Turismo Cultural (ECTN), com sede em Bruxelas e da qual a CIM é parceira, é o órgão consultivo do projeto.

O projeto Cult-RInG é cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no âmbito do programa Interreg Europa, sendo o único projeto aprovado pelo Interreg Europa que incide sobre rotas culturais. O objetivo central deste projeto é promover e valorizar os investimentos nas rotas culturais europeias, como forma de contribuir para o crescimento e emprego das regiões parceiras.

Refira-se que as rotas culturais do Conselho da Europa foram criadas há 30 anos, englobando atualmente 33 rotas que contribuem para a proteção e desenvolvimento do património natural e cultural. As rotas culturais são usadas como ferramentas para promover e preservar as identidades culturais comuns e diversas da EU, proporcionando uma melhor compreensão da história da Europa através de intercâmbios inter-regionais de pessoas, ideias e culturas.

Os impactos das rotas culturais na inovação e na competitividade das PME demonstraram que as mesmas estão no cerne do desenvolvimento do turismo cultural, tendo alcançado um impacto e um progresso notáveis e um potencial de geração de novas empresas, redes, coesão social e diálogo intercultural. As rotas culturais representam, assim, uma fonte de inovação, criatividade, criação de pequenas empresas e desenvolvimento de produtos e serviços de turismo cultural.

No âmbito deste novo projeto, existe um desafio comum em termos de avaliação e exploração dos benefícios das rotas culturais existentes e de outras que possam vir a ser implementadas, com ligações às PME, às comunidades de acolhimento, ao desenvolvimento sustentável do turismo cultural, de modo a que os objetivos de crescimento e emprego possam ser atingidos mais rapidamente.

A primeira fase do projeto (2017-2018) incidirá no intercâmbio de experiências e na formulação de políticas, resultando, numa segunda fase (2019-2020), na elaboração e implementação de planos de ação para o desenvolvimento de novas rotas culturais e uma maior visibilidade e modernização das rotas existentes.


Site do projeto: http://www.interregeurope.eu/cult-ring

Newsletters do projeto:
- No. 1 - Junho de 2017 - Faça download aqui.


No culminar de um ano de trabalho e finalização da 1ª fase de implementação do projeto de cooperação inter-regional europeu, aprovado no âmbito do programa INTERREG EUROPE, denominado CultRinG – Cultural Routes as an Investment for Growth and Jobs, que tem como objetivo promover e valorizar os investimentos nas rotas culturais europeias (com enfoque especial nas rotas certificadas pela Conselho da Europa) como forma de contribuir para o crescimento e emprego das regiões parceiras, apresentamos o teaser de 5 minutos do documentário (de 30 minutos) Caminhos de Santiago no Alto Minho, que será divulgado em finais de fevereiro de 2019.

Este documentário apresenta além das duas rotas do Caminho de Santiago, que passam no território do Alto Minho, o resultado do trabalho desenvolvido ao longo de um ano, quer com os parceiros internacionais, quer com os “stakeholders” regionais e locais, no âmbito do projeto.

Link para o vídeo: http://www.youtube.com/watch?time_continue=60&v=3gAxErWyVsY


Os nossos sites